sábado, 31 de dezembro de 2016

Beleza não é tristesa

Quando ele então se foi 
A despedida arrancava as lágrimas 
Em meio aos prantos ela pensava. 
No que poderia ser tão bonito 
Para compensar tamanha dor 
Então ela olhou para o céu 
e imaginou ao longe uma orquestra 
e com vós chorosa cantou.
 E foi assim nesse momento de dor
 que a melodia ao soar serena 
pudera acalentar sua ingênua alma 
e sob som de melodias se foram 
então ao longo de muito tempo 
muitas e muitas outras despedidas. 
Mas o que ela não podia imaginar 
É que a beleza sutil da música
 passasse a lembrar das despedidas 
então ela cantou chorando 
não mais pelas despedidas 
e sim por ter entristecido a beleza 
Ainda hoje poucos podem perceber 
que a beleza sutil não é tristeza. 
As lágrimas por uma doce melodia 
vem do acalento que ela constrói
 Alma, corpo e espaço se harmonizam 
e te transforma num ser sereno.
.....
José Carlos Arantes

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Aprimorando esse site. Como você gostaria que ele ficasse?