quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Construindo a nossa capacidade.

  Pintar telas é o sonho de muitas pessoas. Mas quase sempre estes são barrados por um obstáculo considerado pela maioria como invencível. A falta de dom.
Mas será mesmo que este obstáculo não pode ser vencido? Será mesmo que o dom existe apenas para alguns? Que arma teria usado então aqueles que alcançaram tal façanha? Será que estes vencedores teriam nascidos mais privilegiados do que os outros? São tantas as perguntas que caberiam em muitas páginas.
Meus amigos venho por meio destas palavras e outros itens mais, comunicar-lhes que penso de forma contrária a esta teoria. Venho tentar convence-lo de que você pode sim ser o que pretender na sua vida. O segredo? Que segredo coisa nenhuma, é evidência mesmo. Só não vê quem se rende logo no primeiro questionamento. Na verdade pensar que nunca irá conseguir algo por não possuir o dom já é a primeira derrota, ou seja: Este já não soube dar sequer o primeiro passo. Como pode caminhar um ser que sequer consegue o passo inicial? Este que seria o passo mais importante.
Não existe efeito sem uma causa. E o efeito acontece nas condições da causa. Assim sendo, um efeito inteligente há de se produzir uma causa inteligente. Da mesma forma uma causa fracassada produzirá um efeito certamente fracassado, ou nem sequer produzirá efeito algum. Por isso para que possamos produzir boa obra teremos que nos preparar muito, para que possamos ser uma boa causa. Não há solução de problemas que não tenha partido de um raciocínio, e não há feito que não tenha partido de uma ação. Por tanto meus amigos, se querem um grande resultado, que se tornem então grandes merecedores as custas de um grande esforço, e sempre conscientes de que o cume está a grande altura, e que a conquista é proporcional a busca.
Mais vale um lutador, ainda que não obtenha vitória do que um vencedor as custas de um acaso ou sorte. E lembrando que a luta nos mostra as possibilidades mais evidentes.


   É possível construir o dom?
   As possibilidades são para todos, mas não estão muito escancaradas. Necessário se faz além de uma crença avantajada em sua existência, também um esforço sem tréguas para o possível acesso a ela. Mas o mais importante de tudo é o gosto suficiente por aquilo que se pretende desenvolver. Na verdade eu digo escancarado que o dom se resume em apenas desejo elevado por determinado assunto. Desejo este que impulsiona o ser com a força proporcional ao mesmo sentido. Assim sendo evidencia então a realidade de que para se construir um dom teremos que primeiro construir o desejo.
Como construir o desejo?
 Automaticamente temos a tendência em gostar daquilo que nos proporcionar prazer. Mas nem sempre percebemos o que realmente é bom. Muitos acham que pintar é bom e outros não. Mas também não é difícil ver fatos tais como gente que não gostava de pintura e após experimentar acabam se apaixonado pela arte. E não muito difícil de ouvir este mesmo dizer que deveria ter experimentado antes, assim estariam melhor hoje. Então isso evidencia também o fato de que devemos experimentar as coisas, não só pintura e sim tudo aquilo que é tido pela maioria como belo e bom. Mas o fato de construir desejos segue mais além. Creio que devemos lapidar nosso íntimo para que este consiga distinguir melhor o belo.
Como se faz para lapidar o íntimo?
A meu ver são muita as causas que transformam um ser em sensível. Muitas são naturais devido ao ambiente que este se encontra e se desenvolve. Mas creio ser possível desenvolver em nós uma sensibilidade, desde que desejamos intensamente esse feito. Sejamos mais atento aos detalhes da natureza. Vamos observar com mais atenção cada item que compõem o infinito. Tentar compreender a sua importância, pois saiba que tudo se faz as custas de itens invisíveis aos olhos pela sua dimensão. Passe a contemplar mais a natureza, suas cores, seus sons etc. Observe o amanhecer e suas cores, o meio dia e o entardecer assim como a noite. Ao olhar uma árvore veja com olhos de artista. Além de observar suas cores, o formato de suas folhas, suas cores, tamanho, formas dos galhos etc. Imagine a cena diante de seus olhos como se estivesse numa tela. se for possível faça como na figura ao lado. Pegue um quadrado ou melhor ainda uma câmera fotográfica e comece a fotografar tudo.



E quem não tem paciência. Pode este construir uma paciência?
Certamente que sim, mas necessário se faz, construir a capacidade de ter paciência.
Como se constrói a capacidade de ter paciência?
A compreensão das coisas nos torna muito paciência. Quando compreendemos as causas, aceitamos melhor os efeitos, ainda que seja esta penosa. Assim também se entendermos que um bom resultado somente acontece as custas de uma grande dedicação, e que, quanto mais raro é o objetivo mais difícil de ser atingido.
Veja meus amigos, como a lógica habita a estas palavras.
 Afirmo com conhecimento de causa que é sim a compreensão, o fator fundamental para qualquer sucesso, não comente no fato de adquirir paciência.
Afirmo também que não existe um benefício significativo sem um sacrifício considerável. E além disso tudo, e apesar da afirmação de que  devemos ter paciência para se obter um êxito, digo também que estas palavras não minimizam a necessidade de apressarmos, para que os resultados desejados aconteçam o mais rapidamente possível. Em resumo vos digo que devemos nos apressar conscientes das dificuldades que iremos enfrentar.
   Além de tudo o que foi dito, vale a pena investir em outras coisas para realçar ainda mais nossa capacidade de sentir. Ouvir músicas suaves nos prepara ainda mais para que possamos desenvolver trabalhos artísticos. Contemplar a natureza é também um forte incentivo para nos impulsionar a este sublime caminho das artes. Tente ser mais atento as belezas que até então não foram contempladas. Meu amigo: Se for atento verá belezas em lugares onde jamais suspeitava antes. Por mais detestável que seja o ambiente, este esconde belezas que não passam despercebidos aos olhos clínicos de um artista, ou mesmo de quem tem sensibilidade. Uma formiga trabalhando pode ser um evento sublime, se for contemplado. E saiba que isto pode acontecer até mesmo dentro de um campo de concentração.
Veja alguns exemplos de belezas que podem passar despercebidas.

3 comentários:

verde e tudo disse...

Vou te colocar no favorito,gostei de suas dicas,adoro plantas e vou comecar representar-las na tela.obrigada.

gigi disse...

Hola, me encanta su manera de enseñar,soy principiante en la pintura y usted me da la inspiración para continuar.Lo descubrí hoy y seré su fiel seguidora poniendo en práctica sus enseñanzas.

TRATOL disse...

Adorei.
Tenho uma doênça muito grave.E para passar o tempo, e fazer qualquer coisa de ùtil dadiquei-me a pintar. Embora com muito pouco jeito, tenho feito umas coisas, muito engrassadas. Em parte grassas au Sr. estou bastante grato e espero continuar consigo.
MUITO OBROGADO Paceco

augustopacha@gmail.com

Related Posts with Thumbnails

Aprimorando esse site. Como você gostaria que ele ficasse?